SHARE Inclusão local

Guia de Acolhimento Local para a Reinstalação de Refugiados                                           

Este guia é produzido no âmbito da SHARE Network. Criada em 2012 e liderada pela ICMC Europe, a SHARE Network é uma plataforma para a partilha e a aprendizagem mútuas entre os atores locais e regionais envolvidos ou interessados em envolver-se na reinstalação de refugiados, com vista a mais e melhores processos de reinstalação na Europa. A SHARE é membro da European Resettlement Network, e promove parcerias para a integração de refugiados em municípios por toda a Europa[1].

 

Por que um guia para o acolhimento local?

Os migrantes recém-chegados a um país, independentemente da sua origem, enfrentam muitas vezes os mesmos desafios: aprender o idioma local, encontrar habitação e emprego, compreender novas instituições e sistemas, e construir relações e amizades. Chegar ao país através da reinstalação de refugiados pode criar alguns desafios adicionais, tais como:

  • Ajustar-se a um lar mais "permanente" depois de muitos anos passados num país de trânsito;
  • Superar eventuais expectativas irrealistas da vida no país de reinstalação; e
  • Estabelecer-se numa nova comunidade, muitas vezes sem vínculos ou redes sociais familiares pré-existentes.

Embora o guia se concentre na reinstalação de refugiados, muitos desses desafios e circunstâncias também se colocam para refugiados que chegam por outras vias legais, como os que vêm pelos seus próprios meios ou através da recolocação, e, como tal, os guias fornecidos podem ser facilmente adaptados a esses casos.

Este Guia inclui modelos e ideias para apoiar quem trabalha nos programas de reinstalação a dar resposta a esses desafios, e às necessidades e aspirações dos refugiados reinstalados no seu novo lar. Os guias foram compilados com base em boas práticas de vários parceiros da Rede SHARE na Europa e outros parceiros, ao longo de 2012-2018. Publicada pela primeira vez em 2014 (como SHARE City Curriculum), o Guia foi revisto, ampliado e traduzido para vários idiomas europeus em 2018. Em particular, o Guia encontra-se traduzido em croata, estónio, búlgaro, esloveno, romeno e português, idiomas cujos países começaram recentemente a implementar ou expandir programas de reinstalação. Esperamos que ele seja útil para todos os que trabalham nos municípios que estão a iniciar este processo de acolhimento de refugiados.

 

Como pode o Guia ser usado?

O Guia inclui modelos e orientações divididos em três categorias:

  • Na Chegada, Acolhimento & Orientação;
  • Apoio à reinstalação & Planeamento da Integração;
  • Guias Multiusos para os Responsáveis pelo Acompanhamento.

Você pode aproveitar apenas um ou vários guias, adaptá-los ao seu trabalho ou usá-los como inspiração para desenvolver os seus próprios modelos e práticas para o acolhimento e integração de refugiados no seu contexto regional ou local. Os guias estão disponíveis para serem descarregados como documentos Word, para que possam ser editados de acordo com as suas necessidades.

 

 

http://resettlement.eu/sites/icmc/files/Consorzio%20%282%29.png
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Nome do Documento

 

Descrição dos Guias

Começando!

Introdução 

Índice

Visão geral do  guia, sua finalidade e usuários de destino.
1. Chegada, Acolhimento & Orientação

1.1          Dia da chegada - introdução & acomodação

As tarefas urgentes que devem ser feitas durante o primeiro dia de chegada podem ser listadas aqui, e usadas para formar novos voluntários e responsáveis pelo acompanhamento;

1. Chegada, Acolhimento & Orientação

1.2          Cronograma da Primeira Semana

Pode ser utilizado um cronograma para organizar os compromissos e marcações durante a(s) primeira(s) semana(s) após a chegada. Este cronograma pode ser partilhado com refugiados reinstalados, intérpretes e várias organizações, para garantir que todos os envolvidos têm uma visão geral do que precisa ser feito e sabem o que esperar uns dos outros. Para além de facilitar a logística, este guia pode ajudar a fortalecer parcerias entre várias agências e intervenientes envolvidos na reinstalação;

1. Chegada, Acolhimento & Orientação

1.3          Novo Meio - cidade & vizinhança

Este guia pode incluir tarefas para os responsáveis pelo acompanhamento ou voluntários que estão a orientar refugiados reinstalados na sua nova vizinhança;

1. Chegada, Acolhimento & Orientação

1.4           Lista de Artigos Domésticos

Os responsáveis pelo acompanhamento devem sempre fornecer uma lista dos artigos disponibilizados aos refugiados à chegada, bem como orientações claras sobre os artigos que os refugiados recém-chegados podem manter para eles, e aqueles que devem ser devolvidos à organização que os acolheu, para o acolhimento futuro de outros refugiados;
1. Chegada, Acolhimento & Orientação

1.5a        Sistema de Organização de Correio

1.5b        Sistema de Organização de Correio

Este guia pode ser usado para criar uma pasta de arquivo e organização de documentos importantes. Muitos deles serão recebidos por correio, por isso, pode ser útil para os refugiados recém-chegados ter um sistema para arquivar documentos que recebem, mesmo que depois precisem de um intérprete para os ler;

2. Apoio à reinstalação & Planeamento da integração

2.1          Plano Individual de Integração (PII)
 

O Plano Individual de Integração deve cobrir um conjunto de aspetos relativos à integração de refugiados, como a habitação, aprendizagem sobre o novo contexto, gestão de subsídios e outros apoios sociais, procura de trabalho, acesso à educação e desenvolvimento de redes sociais. Em conjunto com os responsáveis pelo seu acompanhamento, os refugiados são incentivados a refletir sobre a sua situação atual, e a identificar objetivos futuros e os passos necessários. O PII é revisto periodicamente para avaliar o progresso e ajustar os objectivos, conforme necessário/desejado. Ao trabalhar com famílias, pode ser útil associar um PII por cada adulto e um para toda a família, dependendo da situação da respetiva família e das preferências de cada indivíduo;

2.  Apoio à reinstalação & Planeamento da integração 

2.2          Plano Individual de Integração (PII)

A folha de Resumo do PII pode ser usada para resumir os principais pontos de ação do PII e ter uma visão geral dos passos a dar em todas as áreas;

2. Apoio à reinstalação & Planeamento da integração

2.3          Guia de Finanças Pessoais & Apoios Sociais

Este guia pode ser usado como base de verificação da elegibilidade para subsídios e outros apoios sociais, e planeamento de estratégias financeiras pessoais;

2. Apoio à reinstalação & Planeamento da integração

 

2.4           Modelo de Orçamento Familiar

 

Este modelo pode ser usado por refugiados e pelo responsável pelo seu acompanhamento, para definir um orçamento mensal simples, considerando o rendimento e despesas;

2. Apoio à reinstalação & Planeamento da integração

2.5           Guia para Emprego & Voluntariado

Este guia pode ser usado como base de discussão e planeamento para identificar e aceder ao emprego, trabalho voluntário e/ou oportunidades de formação relevantes;

2. Apoio à reinstalação & Planeamento da integração

2.6           Guia do Estatuto Legal

Este guia pode ser usado como base de discussão e planeamento para compreender os processos e identificar os requisitos legais;

2. Apoio à reinstalação & Planeamento da integração

2.7          Orientações sobre Fatores Agravantes e Protetores

A identificação de fatores “agravantes” ou “protetores” (ver Parte I acima) para um indivíduo específico pode ser útil para os refugiados e os responsáveis pelo seu acompanhamento;

3. Guias multiusos para responsáveis pelo acompanhamento 

3.1          Folha de anotações do caso

Este guia pode ser completado no final de cada dia pelo responsável pelo acompanhamento, como forma de reflexão do trabalho que foi feito e para informar os colegas do processo;

3. Guias multiusos para responsáveis pelo acompanhamento 

3.2a        Lista de Contatos de Referência (M.1)

3.2b        Lista de Contatos de Referência (M.2)

Esta lista de contactos pode ser usada como uma folha de referências personalizada; refugiados e responsáveis podem listar os detalhes de contacto de indivíduos e entidades com quem têm marcações ou de quem recebem apoio. 

3. Guias multiusos para responsáveis pelo acompanhamento  3.3         Orientações para Trabalhar com Intérpretes

Estas orientações podem ser usadas pelos responsáveis pelo acompanhamento e voluntários que trabalham com intérpretes ou mediadores culturais;

3. Guias multiusos para responsáveis pelo acompanhamento  3.4         Bem-Estar Pessoal dos Responsáveis pelo Acolhimento Sugestões e orientações para assegurar o bem-estar geral dos responsáveis pelo acolhimento durante os períodos de acolhimento;
3. Guias multiusos para responsáveis pelo acompanhamento  3.5          ABC do Bem-Estar Pessoal

Sugestões adicionais para cuidar e manter o bem-estar pessoal, e evitar traumas secundários;

 

Esperamos que o Guia seja útil no processo de acolhimento de refugiados da sua comunidade. Qualquer sugestão, opinião ou outro guia adicional que deseje partilhar são bem-vindos.
Se quiser entrar em contacto connosco, pode comunicar-se com a Gerente de Programa da ICMC, Magdalena Boehm: boehm@icmc.net.